Você sabia? Intervalo não gozado. Agora ficou justa a condenação!

Intervalo não gozado. Agora ficou justa a condenação!
  • Se o empregado não usufruir na íntegra o seu intervalo para descanso e alimentação, a empresa não é mais obrigada a pagar todos o período, como se ele não tivesse gozado nada do intervalo, mas, tão somente será devido o pagamento do período suprimido, com acréscimo mínimo de 50% e natureza indenizatória, ou seja, sem reflexos em 13º. Salários, férias, FGTS, etc.
Facebook Comentários
Avaliar postagem